Plaquetas

plaquetas

O que são plaquetas e para que servem?

As plaquetas são componentes essenciais do sangue para a coagulação, facilitando a cicatrização de feridas e impedindo hemorragias.

Quanto tempo vivem as plaquetas?

As plaquetas são produzidas na medula óssea e vivem cerca de 10 dias, pois estão sempre se renovando. Os fatores que interferem no número de plaquetas do sangue são: Determinadas situações podem fazer com que as plaquetas circulem por menos tempo no sangue, o que faz com que seu número diminua.

Quais são as causas da diminuição da quantidade de plaquetas?

No entanto, existem diversas situações que podem causar a diminuição da quantidade de plaquetas, como por exemplo infecções, como a dengue, uso de remédios, como heparina, doenças relacionadas com a imunidade, como púrpura trombocitopênica e, até mesmo, câncer. Veja mais sobre as plaquetas.

Quando as plaquetas estão altas?

Plaquetas altas: o que pode ser? Considera-se que as plaquetas estão altas quando o resultado do exame apresenta resultado com valor superior a 4 50.000 plaquetas por microlitro de sangue.

Qual a importância das plaquetas para o nosso organismo?

As plaquetas apresentam importantes funções para a manutenção do nosso organismo. Quando ocorre, por exemplo, alguma lesão em um vaso sanguíneo, elas se aglutinam, formando um tampão, e liberam substâncias que garantem que mais plaquetas movam-se para o local.

Qual é o formato das plaquetas?

As plaquetas possuem formato discoide com, aproximadamente, 2 a 4 μm de diâmetro e estrutura interna complexa que se comunica com o meio externo através de um sistema canicular aberto que garante a liberação de moléculas que ficam armazenadas nas plaquetas.

Quais são as causas do aumento de plaquetas?

O aumento da quantidade de plaquetas, também conhecido como trombocitose, está normalmente relacionado a alterações na medula óssea, doenças mieloproliferativas, anemias hemolíticas e após procedimentos cirúrgicos, por exemplo, pois há uma tentativa do organismo em evitar grandes sangramentos. Conheça outras causas do aumento de plaquetas. 2.

Como é feita a análise de plaquetas?

Essa análise pode ser feita após a contagem de plaquetas em uma amostra de sangue. Quando um paciente apresenta plaquetopenia, sangramentos ocorrem com maior facilidade, assim como o surgimento de manchas roxas pelo corpo. O paciente pode ainda apresentar sangue nas fezes, vômitos com sangue, dores nas articulações e músculos e apresentar fraqueza.

Qual a quantidade normal de plaquetas? Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson. O valor normal da contagem de plaquetas no sangue do adulto, e de uma criança, varia de 150.000 a 450.000 por microlitro de sangue.

Quando as plaquetas estão altas?

Plaquetas altas: o que pode ser? Considera-se que as plaquetas estão altas quando o resultado do exame apresenta resultado com valor superior a 4 50.000 plaquetas por microlitro de sangue.

Quais são as causas do aumento do número de plaquetas?

O aumento no número de plaquetas, também chamado de plaquetose ou trombocitose, pode acontecer devido a causas patológicas ou fisiológicas, com exercício intenso, trabalho de parto, altitude elevada, tabagismo, estresse ou uso de adrenalina, por exemplo.

Por que a produção de plaquetas diminui?

Algumas alterações no funcionamento da medula fazem com que seja diminuída a produção de plaquetas, o que pode acontecer poder diversos motivos, como: Doenças da medula óssea, como anemia aplásica ou mielodisplasia, por exemplo, que provocam a diminuição na produção ou produção errada de células do sangue;

Quais são os distúrbios relacionados à quantidade de plaquetas no sangue?

Além da trombocitose, outro distúrbio relacionado à quantidade de plaquetas é a trombocitopenia, que corresponde à diminuição de plaquetas no sangue, que pode acontecer devido ao uso de alguns medicamentos, anemia perniciosa, doenças auto-imunes, como o lúpus, e deficiências nutricionais, por exemplo.

Qual o valor normal das plaquetas?

Quais os valores normais para as plaquetas? O valor normal das plaquetas encontra-se entre 150.000 e 400.000 por microlitro de sangue. Esta contagem normal permite às plaquetas desempenharem as suas funções.

Postagens relacionadas: