Anel solitario

anel solitario

Como surgiu o anel solitário?

Existe uma lenda para o surgimento do anel solitário: no ano de 1477 o arquiduque Maximiliano, da Áustria ordenou que procurassem o diamante maior e mais puro que encontrassem, e que fosse feito um anel liso e simples com essa única pedra cravada ao meio, criando assim o modelo padrão mais conhecido do solitário.

Qual a diferença entre anel solitário e anel de ouro?

O anel solitário é menos discreto que as alianças, então se você prefere peças mais delicadas encontrará dificuldades em usar o solitário O par de alianças faz parte de uma forte tradição brasileira. As alianças de ouro são um símbolo do elo que há entre o casal e também do amor eterno.

Qual a importância do anel solitário para o noivado?

No Brasil, o uso do anel solitário já está presente nos hábitos pré nupciais, porém ele nunca foi o protagonista de um noivado. Mariana Ruy Barbosa, Thássia Naves e Camila Queiroz são algumas das famosas que seguiram a tendência dos anéis solitários

Quais pedras combinam com o anel solitário?

Além do significado do anel solitário, também é interessante saber quais são as pedras que mais combinam com ele. A boa notícia é que essa peça é extremamente versátil, combinando com várias opções. As safiras, rubis, esmeraldas e turmalinas são variações mais universais desse anel.

Como usar o anel solitário?

O uso do anel solitário pode ser feito como um anel de noivado. Nesse caso, a joia costuma ser produzida em ouro branco, amarelo ou rosê (depende muito do gosto da pessoa e da personalização que daremos à joia). Após a cerimônia de casamento, ele ainda pode ser usado junto com a aliança.

Por que o anel solitário é considerado um anel do amor?

Foi o que aconteceu com o anel solitário, que antes tinha o estigma de ser uma joia obrigatoriamente ligada ao amor, e que só poderia ser recebida da pessoa amada e nunca adquirida.

Quais pedras combinam com o anel solitário?

Além do significado do anel solitário, também é interessante saber quais são as pedras que mais combinam com ele. A boa notícia é que essa peça é extremamente versátil, combinando com várias opções. As safiras, rubis, esmeraldas e turmalinas são variações mais universais desse anel.

Anel Solitário: Antes ou depois da aliança? O anel solitário de ouro é uma das joias que mais carrega a simbologia do amor. Ele é usado desde o século 15, quando foi criado por um arquiduque que gostaria de pedir sua futura esposa em casamento com um anel espetacular. Naquela época o pedido consistia em cravar uma pedra preciosa sobre um metal.

Como usar o anel solitário de ouro no dia do casamento?

Qual a importância do anel solitário para o casamento?

Tradicionalmente, o anel solitário serve para simbolizar o compromisso e a fidelidade entre um casal e, por isso, se tornou elemento indispensável em qualquer pedido de casamento. O anel de compromisso é, assim, o primeiro passo em direção ao matrimônio.

Qual a diferença entre anel e anel solitário?

Podemos encontrá-los em colares, pingentes, pulseiras... porém, a peça que, por excelência, é conhecida como solitário é o anel e ele normalmente é usado como um anel de compromisso. O anel solitário é uma joia relativamente simples, composta por um aro de metal, geralmente de ouro branco ou amarelo, com uma pedra cravejada.

Como usar o anel de noivado?

O noivo pode usar uma versão do anel de noivado dado a sua noiva, que faça sentido para ele e para o casal. Algumas alianças possuem um diamante pequeno e alguns noivos estão usando essas, durante o período de noivado. Vale o que ficar bom para o casal.

Quais são as famosas que seguiram a tendência dos Anéis solitários?

Mariana Ruy Barbosa, Thássia Naves e Camila Queiroz são algumas das famosas que seguiram a tendência dos anéis solitários Entretanto, o uso dos solitários por celebridades como Marina Ruy Barbosa, Camila Queiroz e também a blogueira Thássia Naves têm aumentado e causado um impacto entre as noivas.

Postagens relacionadas: