Noticias ao minuto ucrania

noticias ao minuto ucrania

Quantos mortos e feridos têm na Ucrania?

Atualmente, temos conhecimento de 16 mortos e 59 feridos, 25 dos quais estão hospitalizados. As informações estão a ser atualizadas, disse o chefe dos serviços de emergência ucranianos, Sergiy Kruk, no Telegram.

O que acontecerá com os estabelecimentos de ensino da Ucrânia?

De acordo com o governo ucraniano, 1.200 estabelecimentos de ensino do país terão sido destruídas desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro. Na região de Jitomir, os ataques terão destruído 70 escolas que, segundo João Costa, apresentam diferentes níveis de destruição. Jitomir fica a cerca de 150 quilómetros de Kiev.

Quais são as proteções temporárias da Ucrânia desde o início da guerra?

Segundo a última atualização feita pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), desde o início da guerra, em 24 de fevereiro, Portugal concedeu 44.968 proteções temporárias a cidadãos ucranianos e a estrangeiros que residiam na Ucrânia, 27.765 dos quais a mulheres e 17.203 homens.

O que aconteceu com os mísseis russos na Ucrânia?

O ataque com mísseis russos que atingiu um centro comercial movimentado na cidade de Kremenchuk, no centro da Ucrânia, matou pelo menos dez pessoas e feriu 40, avançou um alto funcionário ucraniano citado pelo Guardian. Nove dos feridos estão em estado grave.

Quantos mortos após a guerra na Ucrânia?

Guerra na Ucrânia deixa mais de 2 mil civis feridos; mortos são 352 Do total de óbitos registrados após o início da ofensiva russa, 16 são de crianças. A Ucrânia acusa a Rússia de bombardear áreas residenciais.

O que aconteceu com as áreas residenciais da Ucrânia?

Desde o início dos ataques, a Ucrânia tem dito que a Rússia atingiu áreas residenciais. O Kremlin nega que isso tenha ocorrido e alega que mira apenas em infraestruturas militares ucranianas. Apesar disso, já foram várias as ocorrências contra regiões ocupadas por civis.

Quem é o presidente daucrânia que pediu que a UE admita a entrada do país no bloco?

Em um pronunciamento feito mais cedo e publicado nas redes sociais, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu que a UE (União Europeia) admita urgentemente a entrada do país no bloco. Pedimos à União Europeia que admita urgentemente a Ucrânia usando um novo procedimento, disse. Rússia diminuiu ritmo da invasão, diz Ucrânia

Postagens relacionadas: